Emprego do Hífen | Novas Regras | Ortografia | Matheus Gustavo


Cadastre-se-na-hinode-clique-aqui

EMPREGO DO HÍFEN
(De acordo com a reforma ortográfica.)

a) Antes de “H”
Ex.:
Super-homem
Extra-humano
Ultra-hiperbólico
Semi-hospitalar
Contra-harmônico

EXCEÇÃO
Não se usa, no entanto, o hífen em formações que contêm em geral os prefixos “DES” e “IN” e nas quais o segundo elemento perdeu o “H” inicial.

Ex.:
Desumano (des + humano)
Inábil (in + hábil)
Inumano (in + humano)

b) Nas formações em que o prefixo/pseudo sufixo termina na mesma letra com que se inicia o segundo elemento:

Ex.:
Sub-base
Micro-onda
Auto-observação
Contra-almirante
Sub-barrocal

Curiosidade
Nas formações com o “PRE”, “PRO”, “CO”, “RE”” esses se aglutinam em geral com o segundo elemento mesmo quando iniciado por “E” ou “O”:

Ex.:
Preenchido
Proativo
Coobrigação
Reeleição

c) Nas formações com os prefixos: além, aquém, bem, ex, pós, pré, pró, recém, sem, sota/soto, vice/vizo:

Ex.:
Além-Atlântico
Aquém-mar
Bem-vindo
Ex-diretor
Pós-graduação
Pré-candidato

Pró-europeu
Recém-nascido
Sem-cerimônia
Sota-piloto
Soto-piloto
Vice-reitor

Curiosidade
Bem-feito: adjetivo
Achei o serviço muito bem-feito.

Benfeito: substantivo (benefício, benfeitoria)
O benfeito da prefeitura ajudou a comunidade.

Bem feito: quando “bem” é um advérbio e não está agregado a “feito”.
O serviço foi bem feito por Maria.
*** E quando é uma expressão interjetiva:
– Ele escorregou na matemática. Bem feito!

d) Nas formações com o prefixo “MAL”, emprega-se hífen quando o segundo elemento começa por: vogal, “H” ou “L”:

Ex.:
Mal-entendido
Mal-humorado
Mal-limpo

e) Nas formações com os prefixos: ab, ob, ad, sub, sob, cujo elemento seguinte se inicia pela letra “R”:

Ex.:
Ab-rupto
Ob-rogar
Ad-renal
Sub-reitor
Sob-roda

f) Nas formações em que o prefixo “circum” e “pan”, se emprega hífen quando o segundo elemento começa por: vogal, “H”, “M” ou “N”:

Ex.:
Circum-escolar
Circum-hospitalar
Circum-murado
Circum-navegação

Pan-Americano
Pan-harmônico
Pan-mágico
Pan-negritude

Atenção
>>> Nos casos em que o prefixo “circum” anteceder uma sílaba que obriga ao uso do “n”, deve-se modificar a grafia do prefixo, pois só se usa “M” antes de “p” e “b”.

Ex.: CIRCUNLUNAR.

>>> Do mesmo modo, quando o prefixo “pan” anteceder uma sílaba começando em “b” ou “p”, a regra que antes de “p” ou “b” usa-se “M” obriga a modificar a grafia do prefixo.

Ex.: PAMBRASILEIRO, PAMPROCESSUAL.
g) Com sufixo de origem tupi-guarani: “AÇU”, “GUAÇU” e “MIRIM”, que representam formas adjetivas, usa-se o hífen:
Ex.:
Amoré-guaçu
Anajá-mirim
Capim-açu
h) O hífen NÃO é mais utilizado em palavras formadas de prefixo terminado em vogal + palavra iniciada por “R” ou “S”, sendo que essas letras devem ser dobradas.

ANTES
Ante-sala
Anti-social
Arqui-rivalidade
Auto-retrato
Contra-regra
Ultra-sonografia

ATUALMENTE
Antessala
Antissocial
Arquirrivalidade
Autorretrato
Contrarregra
Ultrassonografia
i) Nos prefixos: “SUB”, “HIPER”, “INTER” e “SUPER”, permanece o hífen se a palavra seguinte for iniciada por “H” ou “R”:
Ex.:
Sub-hepático
Hiper-requintado
Inter-racial
Super-realista
j) NÃO se utiliza mais o hífen em palavras formadas por um prefixo terminado em vogal + palavra iniciada por outro vogal.

ANTES
Auto-afirmação
Auto-aprendizagem
Auto-estrada
Extra-oficial
Semi-aberto
Auto-escola

ATUALMENTE
Autoafirmação
Autoaprendizagem
Autoestrada
Extraoficial
Semiaberto
Autoescola
k) Usa-se o hífen nos compostos que designam espécies animais botânicas que tenham ou não elementos de ligação.
(nome de plantas, flores, frutos, raízes, sementes)

Ex.:
Bem-te-vi
Peixe-espada
Peixe-do-paraíso
Erva-doce
pimenta-do-reino
Cravo-da-índia

Atenção
>>> Não se usa o hífen, quando os compostos que designam espécies botânicas e zoológicas são empregados fora de seu sentido original.
Observe a diferença:

Bico-de-papagaio (espécie de planta ornamental) / Bico de papagaio (deformação nas vértebras)
Olho-de-boi (espécie de peixe) / Olho de boi (espécie de selo postal)
l) Nas locuções de qualquer tipo, geralmente, não se emprega o hífen.

Ex.:
Substantivas: cão de guarda, fim de semana, sala de jantar.
Adjetivas: cor de açafrão, cor de café com leite, cor de vinho.
Pronominais: cada um, ele próprio, nós mesmos, quem quer que seja.
Adverbiais: à parte, à vontade, depois de amanhã, em cima, por isso.

Ex.:
Prepositivas: abaixo de, acerca de, acima de, a fim de, a par de, à parte de, apesar de.
Conjuncionais: a fim de que, contanto que, logo que.

Atenção: Algumas exceções que utilizam pelo uso: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia, à queima-roupa.

🌟 ME ENCONTRE NAS REDES SOCIAIS
💻 ► Facebook
🐦 ► Youtube
📷 ► Instagram
💻 ► Grupo no Facebook

Responsive image

Prof. Matheus Gustavo


Um comentário no post “Emprego do Hífen | Novas Regras | Ortografia | Matheus Gustavo

  1. Fiquei conhecendo hoje o seu site e canal no youtube. É excelente! Parabéns e muito obrigada!!!

Deixe uma resposta